"Educai as crianças para que não seja necessário punir os adultos" (Pitágoras)






"ÀS MINHAS CRIANÇAS"

smileys falando

segunda-feira, 31 de maio de 2010



Amanhã, dia 1 de Junho festeja-se o 60 º Dia Mundial da Criança. Para saber como este dia foi instituído pode consultar este site. O objectivo é chamar a atenção para os Direitos da Criança, e sobretudo para aquelas crianças a quem esses direitos ainda estão vedados:
  • Aquelas vítimas de crime, de rapto, venda e tráfico, de negligência, maus-tratos ou trabalho infantil. As piores formas de trabalho infantil incluem a prostituição e a exploração sexual.
  • As que não têm família, cuidados de saúde ou frequência da escolaridade obrigatória.
  • As que são desrespeitadas por serem de determinada cor ou religião.
  • As que não sabem o que é atenção, dedicação, carinho.
  • As que agradeceriam um ralhete e correriam para um beijo.
  • As que se deslumbrariam para sempre pelo momento único de uma história contada no aconchego de um colo novo que gostariam que fosse sempre seu.
  • As que não têm com quem passar o Natal...


Para todas as crianças mas para estas últimas especialmente, vai este poema...


A Criança,
Toda a criança.
Seja de que raça for,
Seja negra, branca, vermelha, amarela,
Seja rapariga ou rapaz.
Fale que língua falar,
Acredite no que acreditar,
Pense o que pensar,
Tenha nascido seja onde for,
Ela tem direito...


... A ser para o homem a
Razão primeira da sua luta.
O homem vai proteger a criança
Com leis, ternura, cuidados
Que a tornem livre, feliz,
Pois só é livre, feliz
Quem pode deixar crescer
Um corpo são,
Quem pode deixar descobrir
Livremente
O coração
E o pensamento.
Este nascer e crescer e viver assim
Chama-se dignidade.
E em dignidade vamos
Querer que a criança
Nasça,
Cresça,
Viva...


...E a criança nasce
E deve ter um nome
Que seja o sinal dessa dignidade.
Ao Sol chamamos Sol
E à vida chamamos Vida.
Uma criança terá o seu nome também.
E ela nasce numa terra determinada
Que a deve proteger.
Chamemos-lhe Pátria a essa terra,
Chamemos-lhe antes Mundo...


...E nesse Mundo ela vai crescer.
Já sua mãe teve o direito
A toda a assistência que assegura um nascer perfeito.
E, depois, a criança nascida,
Depois da hora radial do parto,
A criança deverá receber
Amor,
Alimentação,
Casa,
Cuidados médicos,
O amor sereno de mãe e pai.
Ela vai poder
Rir,
Brincar,
Crescer,
Aprender a ser feliz...


...Mas há crianças que nascem imperfeitas
E tudo devemos fazer para que isto não aconteça.
Vamos dar a essas crianças um amor maior ainda.


E a criança nasceu
E vai desabrochar como
Uma flor,
Uma árvore,
Um pássaro,
E
Uma flor,
Uma árvore
Um pássaro
Precisam de amor – a seiva da terra, a luz do Sol.

De quanto amor a criança não precisará?
De quanta segurança?
Os pais e todo o Mundo que rodeia a criança

Vão participar na aventura
De uma vida que nasceu.
Maravilhosa aventura!
Mas se a criança não tem família?
Ela tê-la-á, sempre: numa sociedade justa
Todos serão sua família.
Nunca mais haverá uma criança só,
Infância nunca será solidão.


E a criança vai aprender a crescer.
Todos temos de a ajudar!
Todos!
Os pais, a escola, todos nós!
E vamos ajudá-la a descobrir-se a si própria
E os outros.
Descobrir o seu mundo,
A sua força,
O seu amor,
Ela vai aprender a viver
Com ela própria
E com os outros:
Ela vai aprender a fraternidade,
A fazer fraternidade.
Isto chama-se educar:
Saber isto é aprender a ensinar.


Em situação de perigo
A criança, mais do que nunca,
Está sempre em primeiro lugar...
Será o sol que não se apaga
Com o nosso medo,
Com a nossa indiferença:
A criança apaga, por si só,
Medo e indiferença das nossas frontes...



A criança é um mundo
Precioso
Raro.
Que ninguém a roube,
A negoceie,
A explore
Sob qualquer pretexto.
Que ninguém se aproveite
Do trabalho da criança
Para seu próprio proveito.
São livres e frágeis as suas mãos,
Hoje:
Se as não magoarmos
Elas poderão continuar
Livres
E ser a força do Mundo
Mesmo que frágeis continuem...



A criança deve ser respeitada
Em suma,
Na dignidade do seu nascer,
Do seu crescer,
Do seu viver.
Quem amar verdadeiramente a criança
Não poderá deixar de ser fraterno:
Uma criança não conhece fronteiras,
Nem raças,
Nem classes sociais:
Ela é o sinal mais vivo do amor,
Embora, por vezes, nos possa parecer cruel.
Frágil e forte, ao mesmo tempo,
Ela é sempre a mão da própria vida
Que se nos estende,
Nos segura
E nos diz:
Sê digno de viver!
Olha em frente!
« Os Direitos da Criança », de Matilde Rosa Araújo
In As Crianças, Todas as Crianças,
Livros Horizonte, Lisboa, 1979.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Dia do Bmbeiro

Hoje comemora-se o Dia Mundial do do Bombeiro.
É de louvar o trabalho tão importante destes "Heróis" que salvam tantas vidas e estão sempre prontos para aguentar os piores momentos e imagens.
PARABÉNS "ANJOS do FOGO" que arriscam suas vidas para salvar a vida do próximo!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Após cada aluno ter escolhido um animal, foi investigar sobre ele: o seu habitat, o que comia, como se movimentava, como era coberto o seu corpo... para fazermos um BI de cada animal estudado. Hoje, como combinado, começámos a apresentação dos trabalhos já elaborados. A professora ajudou na leitura e no esclarecimento de dúvidas que surgiram.

Estivémos todos muito motivados, atentos e participativos. Foi uma actividade bastante envolvente e positiva como se pode observar pelas imagens.

Parabéns aos meus alunos e aos familiares que os ajudaram, pois mais uma vez demonstraram o seu empenho e envolvimento no percurso escolar dos seus educandos.



O André Miguel e o "gato"

A Cristina e o "cão"



A Rita e o "elefante"


O Gustavo e a "galinha"

domingo, 23 de maio de 2010

Já terminámos alguns dos nossos animais


O macaco "Tagarelas"


As cobras "Sissis"


As abelhas "Maias"




A tartaruga "Tuga"

Dando continuidade ao nosso projecto "Saber mais sobre os Animais", na passada Sexta-feira já terminámos a construção de alguns como podem ver pelas imagens.

Aproveitamos para agradecer aos Pais / Encarregados de Educação a sua colaboração ao enviar-nos os materiais reciclaveis que temos aproveitado para fazer os nossos animais.

Desta forma todos contribuimos para a tão ambicionada quanto necessária preservação da Natureza!

sábado, 22 de maio de 2010

Vamos unir esforços e salvar o que ainda nos resta...




BIODIVERSITY CLICA AQUI

BIODIVERSITY

22 de Maio - Dia da Biodiversidade


Biodiversidade ou diversidade biológica (grego bios, vida) é a diversidade da natureza viva. Desde 1986, o termo e conceito têm adquirido largo uso entre biólogos, ambientalistas, líderes políticos e cidadãos conscientizados no mundo todo. Este uso coincidiu com o aumento da preocupação com a extinção, observado nas últimas décadas do Século XX.

Refere-se à variedade de vida no planeta Terra, incluindo a variedade genética dentro das populações e espécies, a variedade de espécies da flora, da fauna, de fungos macroscópicos e de microrganismos, a variedade de funções ecológicas desempenhadas pelos organismos nos ecossistemas; e a variedade de comunidades, hábitats e ecossistemas formados pelos organismos.

As Nações Unidas declararam 2010 como o Ano Internacional da Biodiversidade, uma celebração da vida na Terra, o mundo é convidado a tomar medidas, para garantir esta variedade de seres vivos no Planeta: a biodiversidade, então passou da hora de tomarmos medidas para recuperar e preservar as áreas mais críticas, ou seja, a degradação dos ecossistemas.
Segue os 10 pontos mais críticos em perda da Biodiversidade no planeta, nestas regiões pelo menos 90% da cobertura original já foi destruída.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Registos das nossas alturas

montagem de fotos montagem de fotos

Ainda no âmbito do estudo das medidas de comprimento, a nossa professora mediu-nos e nós escrevemos os nossos nomes na linha da nossa altura. Todos medimos mais do que um metro.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

"DIAS DA SEMANA"

ORIGEM DOS DIAS DA SEMANA
A semana tem a ver com a duração de cada uma das quatro fases da Lua. O nome deriva do latim "septmana", que significa "sete manhãs".

· Os nomes dos sete dias da semana têm origem no calendário babilónico.


· Os babilónios nomearam os dias com os nomes dos planetas que conheciam (os cinco planetas visíveis a olho nu que conhecemos hoje - Marte, Mercúrio, Júpiter, Vénus e Saturno - e incluíram o Sol e a Lua).
· Mais tarde, os romanos passaram a usar também os nomes dos dias na semana do calendário babilónico.


Em Latin os dias da semana estão ordenados da seguinte maneira:

dia do Sol- dia da Lua- dia de Marte- dia de Mercúrio- dia de Júpiter- dia de Vénuse- dia de Saturno
Parece que está tudo desordenado, mas era porque respeitava o sistema astronómico do sábio grego Aristóteles, que tinha a ver com o afastamento dos astros em relação à Terra (ele ordenou-os assim devido à velocidade do seu movimento).
Mas em português os nomes dos dias da semana não são como os outros? Porquê?
Em português, os dias não foram nomeados segundo a origem romana por influência da religião cristã.Repara na explicação.
A Páscoa, no início do Cristianismo, durava uma semana, que era reservada para orar.Esses dias eram os feriaes, ou seja, os feriados.
· Os feriaes começavam pelo sábado (da palavra hebraica shabbat), como os hebreus faziam.
· O dia seguinte ao sábado seria o feria prima (que corresponde ao domingo), depois seria o feria secunda (segunda-feira), e assim por diante.
· O imperador Flávio Constantino (280-337 d.C.), após a sua conversão ao Cristianismo, substituiu a denominação de Dies Solis ou Feria prima para Dominica (Dia do Senhor), adoptada pelos povos latinos.Contudo, se noutras línguas os nomes dos dias se mantiveram como no tempo dos romanos, nós... ficámos assim.
Mais uma curiosidade:
Porque terminam em feira os outros dias da semana?
O termo "feira" surgiu em português porque, na semana de Páscoa, todos os dias eram feriados, as férias, e o mercado funcionavam ao ar livre, as feiras.
Preservando o domingo, dia do Senhor, como primeiro dia da semana, a igreja instituiu a secunda feira, a segunda-feira e assim sucessivamente. Estava criada a semana portuguesa.

domingo, 16 de maio de 2010

"Animais...os nossos inseparáveis amiguinhos"


Para melhor percebermos a distinção entre animais domésticos e animais selvagens, as suas características, a sua relação com o homem, os seus habitats... começámos a "confeccionar" animais em material reciclável. Desta forma haverá um muito maior envolvimento e compreensão por parte de todos nós. O que fazemos é sempre muito mais difícil de esquecer!

Por enquanto ficam estas imagens que reflectem bem todo o nosso interesse e envolvimento. Para a semana continuaremos.

15 de Maio - Dia Internacional da Família


A Assembleia Geral da ONU, proclamou, pela Resolução N.º 47 / 237 de 20 de Setembro de 1993, o dia 15 de Maio como "Dia Internacional da Família ", com o objectivo de chamar a atenção de todo o mundo, governos, responsáveis por políticas locais e famílias, para a importância da FAMÍLIA como núcleo vital da Sociedade e para os seus Direitos e Responsabilidades. O 1.º Dia Internacional da Família foi em 1994.

PARABÉNS A TODAS AS FAMÍLIAS

quarta-feira, 12 de maio de 2010

"Os nossos animais de estimação"

No âmbito do estudo dos seres vivos, falámos dos nossos animais de estimação e para que todos os possam ver tirámos-lhes fotografias e trouxémo-las para a escola. Depois com a ajuda da nossa professora elaborámos estes cartazes. Vejam só se não são tão fofinhos os nossos amiguinhos. São amigos para todas as ocasiões!

E já agora o meu animal de estimação. Chama-se SIMONETA e tem 19 anos!


Do mais alto ao mais baixo








Um pouco de história... da Matemática

A Necessidade de MEDIR...

Ao longo da humanidade as unidades de medida eram criadas e adaptadas de acordo com a necessidade dos povos.Muitas dessas medidas eram realizadas baseadas em partes do corpo. Por exemplo, o cúbito era uma medida utilizada pelos egípcios há aproximadamente, quatro mil anos. Ela consistia na distância do cotovelo até à ponta do dedo médio do faraó.

O palmo



O palmo também era muito utilizado pelos povos egípcios, essa medida consistia na utilização de quatro dedos juntos e correspondia à sétima parte do cúbito. Hoje o palmo ainda é utilizado em medições caseiras, e é medido pela distância em linha recta do polegar ao dedo mindinho.



O Pé





Os Romanos usavam o (aproximadamente 27 centímetros) para medir pequenas distâncias e a passada dupla, equivalente a 5 pés, para medir grandes distâncias. Mil passadas constituiam uma nova unidade: a milha.

terça-feira, 11 de maio de 2010

Atenção Pais / Encarregados de Educação


Aviso

De acordo com o Despacho n.º 7127 / 2010 publicado em Diário da República no dia 23 de Abril de 2010, é concebida pelo Governo tolerância de ponto aos trabalhadores da Administração Pública no dia 13 de Maio (Quinta -feira) por ocasião da visita do Papa Bento XVI a Portugal, pelo que a Direcção do nosso Agrupamento informa que a escola estará encerrada nesse dia.

11 de Maio Aniversário do Tiago...


O nosso coleguinha e amigo Tiago Perdigão hoje faz 7 aninhos!
Os teus colegas e a tua professora desejam-te, a ti e ao João, teu irmão gémeo, um dia muito feliz, recheado de "coisas boas" e que consigam realizar todos os vossos sonhos.
Beijinhos e ...
Parabéns!

A Festa do Tiago

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Estamos a estudar os "Seres Vivos"

Os seres vivos, os rios, as montanhas, o ar, o Sol..., todos juntos formam a Natureza.
Para saberem mais sobre os seres vivos e realizarem o trabalho que a professora pediu cliquem no link - Investigar animais de estimação - mas antes observem estas lindas imagens que seleccionei para vocês.









Investigar animais de estimação

domingo, 9 de maio de 2010

sexta-feira, 7 de maio de 2010

"Para Meditar"


Os visitantes mais atentos já se devem ter apercebido de que, para além das crianças, também adoro Poesia. Poesia é... é ... ...é sonhar acordado...é acreditar sempre...é viver imensamente!!!
Quem não sonha, a dormir ou acordado, deixa a vida passar-lhe ao lado!
Aproveito para lançar um desafio a quem visita este este espaço.
Gostam de poesia? Já escreveram qualquer coisa que queiram partilhar? Sabem como podem comunicar comigo, eu estou ao dispor para o que precisarem! Fico à espera! Agora desejo a todos um bom fim de semana!

quinta-feira, 6 de maio de 2010


Para dar continuidade ao trabalho elaborado no âmbito do P.N.L. (Plano Nacional de Leitura) e como se aproximava o "Dia da Mãe", no passado dia 27 de Abril fomos à nossa bibioteca assistir à apresentação da lindíssima história "Coração de Mãe". Estivémos todos muito atentos e participativos como podem observar pelas imagens do slide. Adorámos a história e falámos muito das nossas queridas Mães e do que Elas representam para nós!

Gostámos tanto da história que queremos partilhar um pouco o que ouvimos.

"Coração de Mãe, lugar mágico"
Depois do sucesso do livro “P de Pai” de Bernardo Carvalho, este “Coração de Mãe” de Isabel Minhós Martins pode parecer, aos leitores distraídos, como “mais do mesmo”. Não é assim.Apesar de certa mnemónica que os títulos possam sugerir, este livro não coloca o acento na letra M de Mãe, como seria (supostamente) expectável, mas no “coração de mãe”, expressão que só não aparece em 3 das 21 páginas com texto e que exalta o que se diz logo no segundo e terceiro parágrafo: “É um lugar mágico onde acontecem as mais extraordinárias das coisas…” e “o coração de mãe está ligado a cada coração de filho por um fio fininho, quase invisível”. O resto do livro é uma enumeração, atenta, sabia e maduramente reflectida, de tudo o que acontece no coração da mãe por acontecer aos filhos.Este é um texto poético, onde a própria repetição exaustiva da expressão enunciada oferece um mote melódico com variações rítmicas a que o leitor não ficará, por certo, indiferente. A própria “fonte” utilizada (a imitar a escrita à mão), em conjugação com a ilustração (de Bernardo Carvalho), pode constituir-se como uma oportuna ferramenta interpretativa da poeticidade (e profundidade) do texto.Sublinhe-se que, na ficha técnica, se anuncia a disponibilidade online de propostas de exploração para pais e educadores o que indicia uma preocupação pedagógica subjacente.Um livro para o coração, de mãe e de filho.
Título Coração de Mãe Autor(es) Isabel Minhós Martins, Bernardo Carvalho (ilustrador)

Fomos à Biblioteca da nossa escola